Archive for agosto \08\UTC 2007

Bom demais pra ser verdade…

agosto 8, 2007

Como dizem por aí “alegria de pobre dura pouco”. Não, não deu nada errado, mas também não tão certo quanto eu gostaria. Deixa eu tentar explicar: quando você vai a um país tem duas opções: pegar o visto no seu próprio país ou ganhar o visto na imigração na hora que chega ao destino. Com exceção de quando fui aos Estados Unidos e a Austrália, sempre optei pela segunda opção. O negócio é o seguinte: como vou estudar em uma universidade espanhola, tenho que ter o visto de estudante – que, teoricamente, eu tiro aqui no Brasil. Mas agora quando meu passaporte chegou com aquela página lindamente estampada, carimbada, selada e timbrada pelo cônsul espanhol, veio a surpresa: visto para três meses. Ou seja, POR QUE DIABOS fazer toooooooooooooooooodo aquele processo, gastar dinheiro que não tá sobrando e se desgatar em viagens pra ganhar 3 meses? Sendo que quando você chega no país ganha automaticamente 90 dias para ficar… (chama-se visto de visitante ou de turista). O que eu (e todo os outros intercambistas) temos que fazer é ir a Polícia de Imigração e fazer o visto de estudante LÁ – que vai durar 6 meses e eu vou ter que pagar mais uma bagatela de algumas centenas de euros. E, pra melhorar, 6 meses depois tem que renovar novamente (não, isso não foi um pleoasmo)… Absurdo, não? Se tivessem dito antes, simplesmente chegaríamos na Espanha como visitantes e lá tiraríamos o bendito “student visa”. Vou te contar, viu!

Revoltas a parte, estou ansiosa para chegar lá! Visitando a página da universidade descobri que lá há um acelerador de partículas, um medidor de radiação de beta, uma centrífuga de céluas e um difractômetro de raios X. Não bastasse isso, eles tem um centro inteiro de polícia científica e perícia forense, curso superior mesmo, manjam? Acho que deixarei o Jornalismo de lado…

Anúncios

Yey!

agosto 4, 2007

Posso dizer que estou numa fase repleta de “Good Vibrations”. Tudo (ou quase) tem dado certo, inclusive a liberação do meu querido, amado e estimado visto de estudante para a Espanha. Não, vocês não tem idéia da burocracia atrás deste aparentemente simples processo (juntar documentos – entregar – esperar – buscar). Além de os moradores do Sul do Brasil serem obrigados a ir ao consulado espanhol em Porto Alegre (São Paulo pra que, né?), o embaixador de lá é o cara maaaaaaaaaaaaaaaais enrolado, estressado, bagunçado e chato da face da Terra. Por telefone ele já era a antipatia em pessoa, mas só conhecendo pessoalmente para sacar a figura. Da pra acreditar que o cara é argentino e fica falando para todo mundo com um sorrisinho no rosto “Vou ver se deixo vocês entrarem no meu país” (o país “dele” no caso, é a Espanha). Além de tudo, ainda sou brasileira, né. Desgraça pura para assuntos burocráticos internacionais. Graças ao bom Deus (e ao bom senso do cônsul), depois de um mês de espera, tive a notícia que o visto está pronto. Agora faltam os últimos “detalhes” (que de detalhes não tem nada…).

 Ah, perceberam alguma mudança por aqui? Pois é, algumas horinhas no shopping com o Joel resultam em obras de arte! (“No shopping?” “Sim, é que eu estava testando meu wireless e tive a trágica notícia que não tenho um modem interno para isso…”) Aprendi mais alguns truquezinhos do Photoshop CS3 e aos poucos vou dando a minha cara pra este site. Obrigada pelas dicas, Joelito. Obrigada, Re, por dividir os conhecimentos do teu namorado haha. Amo vocês!

P.S.: “Não importa o que você faça; nada vai tirar esse sorriso do meu rosto” (Viva a teoria Playmobil apresentada pela Nane!)